MADE SÃO PAULO // 2018

 

A 6ª edição da MADE foi realizada de 27 de junho a 1º de julho no Pavilhão da Bienal do Parque Ibiraquera e levou a indústria para dentro do evento. A ideia foi criar sinergia e relações com designers que já experimentam o chão de fábrica, assim como seus próprios ateliês.

 

São designers que sabem criar produtos autorais, em pequena escala, mas também são capazes de os colocar numa grande linha de produção. Porém, guardando o senso estético apurado e o forte processo de criação autoral, esses objetos podem ser alçados à categoria de obras de arte.

O tema dessa edição foi baseado numa exposição que o grande curador, colecionador e arquiteto, Philip Johnson, fez em 1934 no MOMA, NYC.

 

Johnson escolheu objetos utilitários industrializados “feitos à máquina” como panelas,  copos, vidros de laboratórios, instrumentos científicos entre outros, e, baseado na estética da forma e materiais de cada um, colocou-os em pedestais, transformando-os em esculturas. Dessa forma, revelou-se o verdadeiro fascínio estético desses objetos industriais.

 

Como forma de homenagear Philip Johnson, a MADE 2018 criou uma licença poética para resignificar objetos e a indústria.